Upgrade Para PC's um Pouco Mais Antigos

 

Pensando em dar uma incrementada em seu micro? Neste artigo nós apresentamos três configurações típicas de PC's de sete a oito anos atrás trazemos preciosas dicas do que você pode incrementar em seu computador sem gastar muito dinheiro.

A peça que limita as capacidades de upgrade do seu micro é a sua placa-mãe. Por este motivo, é muito importante que você saiba qual é a marca e o modelo da sua placa e ter o seu manual. É no manual da placa que você encontra a capacidade máxima de memória que seu PC aceita, por exemplo. Se você não tem essas informações, você pode rodar um programa de identificação de hardware para descobrir a marca e modelo da sua placa, como o Sandra, o Everest ou o Hwinfo.

Após você descobrir a marca e o modelo da sua placa-mãe, vá ao site do fabricante e baixe o manual, caso você não tenha. Em http://www.clubedohardware.com.br/pagina/drivers_motherboard a uma lista contendo todos os fabricantes de placas-mãe com link para você baixar o manual da sua placa.


Micro Básico com K6-2

Se você tem um micro básico com vídeo on-board usando o processador K6-2 da AMD, então provavelmente a sua placa-mãe é uma PCChips M598, que foi a placa-mãe mais vendida para este processador. Há algumas possibilidades para você melhorar este seu micro:

O grande problema deste micro é que a sua placa-mãe usa um formato chamado AT, que é diferente do formato usado pelos micros lançados depois, chamado ATX. Isso significa que, se você quiser fazer um upgrade de processador por outro que não seja da série K6-2, você terá de trocar a placa-mãe, o gabinete, o teclado e possivelmente a memória, ou seja, trocar o micro quase todo, não valendo à pena o upgrade. Portanto, se você quiser fazer um upgrade desse seu micro por outro mais rápido, a solução é vendê-lo do jeito que está e comprar outro.

 

Micro Básico com Duron, Athlon ou Athlon XP

Se o seu micro é um Duron, Athlon ou Athlon XP com vídeo on-board, o mais provável é que ele use a placa-mãe M810 da PCChips, que foi a placa-mãe mais vendida para estes processadores. Há como você turbinar este seu micro gastando pouco, mas você deve prestar atenção ao modelo exato da sua placa-mãe, pois existem vários tipos de placa-mãe M810 no mercado:

Processador: você pode trocar o seu processador atual diretamente por qualquer modelo de Duron, Athlon soquete 462 (também conhecido como "Thunderbird") e a maioria de modelos do Athlon XP, pois estes três processadores usam o mesmo tipo de pinagem. Há algumas limitações no entanto. As placas-mãe M810 revisões 1.6 e 3.0 só aceitam processadores com clock externo de 200 MHz e por isso não aceitam processadores Athlon XP (você pode até instalar, mas o processador irá trabalhar com um clock menor do que o seu clock padrão) e alguns modelos do Athlon "Thunderbird" (modelos de 1 GHz a 1,4 GHz que trabalhem externamente a 266 MHz). Os demais modelos de M810 aceitam tanto processadores com clock externo de 200 MHz quanto processadores com clock externo de 266 MHz, aceitando todos os modelos de Duron, Athlon "Thunderbird" e Athlon XP, menos os modelos do Athlon XP com clock externo de 333 MHz e 400 MHz (por este motivo essas placas-mãe não aceitam o processador Sempron, pois este processador roda externamente a 333 MHz). Você poderá, portanto, instalar qualquer modelo de Athlon XP até 2400+ e o modelo 2600+ que trabalha externamente a 266 MHz (e internamente a 2,13 GHz). Tome cuidado pois existem modelos de Athlon XP 2600+ que trabalham a 333 MHz e não funcionarão em sua placa-mãe. Ao trocar o processador da sua máquina, você terá de trocar também o cooler do processador para um modelo capaz de refrigerar corretamente o seu novo processador. Tome cuidado pois o seu cooler antigo se encaixará perfeitamente sobre o seu novo processador, mas ele não será capaz de refrigerar corretamente o seu novo processador e você terá problemas de superaquecimento o que resulta em "congelamentos". Se a sua placa-mãe usar um processador "on-board", isto é, soldado diretamente sobre a placa-mãe (algumas placas deste tipo incluem os modelos M810 5.2C, M810 7.1, M810 7.5C, M825 7.2C e M825.

 

 

Disco Rígido: Você pode trocar sem problemas o seu disco rígido por outro de maior capacidade. Algumas placas não reconhecem discos maiores do que 8 GB. Se isso acontecer, basta você efetuar um upgrade de BIOS (se a sua placa-mãe for realmente da PCChips, você pode baixar o BIOS em http://www.pcchipsusa.com/support-discontinued-biosnew.asp) ou então rodar o programa de formatação do disco rígido disponível no site do fabricante do HD.

 

Micro Intermediário ou de Alto Desempenho Sem Vídeo On-Board

Neste caso, são várias opções de upgrade, já que normalmente placas-mãe sem vídeo on-board permitem mais opções para a troca do processador. Você precisará saber qual é o clock externo máximo que a sua placa-mãe aceita para saber qual é o processador máximo que ela aceita. Para placas-mãe para processadores AMD este valor pode ser 200 MHz, 266 MHz, 333 MHz ou 400 MHz. Já para placas-mãe para processadores Intel este valor pode ser 400 MHz, 533 MHz ou 800 MHz. Esta informação está no manual da placa-mãe.

Disco Rígido: Você pode trocar sem problemas o seu disco rígido por outro de maior capacidade. Algumas placas não reconhecem discos maiores do que 8 GB. Se isso acontecer, basta você efetuar um upgrade de BIOS ou então rodar o programa de formatação do disco rígido disponível no site do fabricante do HD.